384,481 of 450,000 assinaturas

Aos /as deputados/as ao Parlamento Europeu

Petição

Apelamos aos líderes da EU e aos líderes nacionais que enfrentem com solidariedade, coragem e inovação a crise sem precedentes provocada pela pandemia da Covid-19.

Não queremos um regresso ao modelo económico habitual, que exacerbou as desigualdades sociais, pôs em risco a nossa saúde e deixou o clima e a natureza do nosso planeta à beira do colapso. Em contrapartida, chegou a altura de tomarmos medidas que permitam, de forma célere e radical, tornar as nossas economias mais verdes, mais justas e mais resistentes às adversidades futuras.

Exigimos o estabelecimento do maior programa de investimento verde que o mundo já conheceu, assente em todos os instrumentos financeiros da UE que estiverem disponíveis, para financiar uma retoma que seja verde e justa.

Este apelo baseia-se numa declaração assinada pelas principais ONG ambientais da Europa [1].

Por que motivo é importante

Os europeus sabem o que é o pacote de recuperação e conhecem o impacto potencial que este poderá ter na sua vida, bem como na economia e na sociedade.

Por toda a União Europeia, centenas de milhares de pessoas resolveram passar à ação, entendendo tratar-se de uma rara e preciosa oportunidade de converter a crise num caminho de transformação.

Os milhares de milhões de euros que serão disponibilizados aos países da UE, para estes investirem e conseguirem sair desta profunda crise económica, poderão constituir um ponto de viragem, caso estas verbas sejam investidas de forma sensata.

Investir em combustíveis fósseis, incluindo o gás, não é sensato. Não é racional. Significa ancorar as nossas economias a uma tecnologia e a um modo de produção que estiveram na origem da crise climática, energética, sanitária e económica que estamos a atravessar nos dias que correm.

Investir fundos de recuperação em combustíveis fósseis constituiria uma mera reação ao forte lobby das empresas com grande poderio financeiro, que tentam defender os seus lucros, mesmo que os seus interesses colidam com os interesses comuns.

Apesar de todas estas adversidades, a Comissão do Ambiente, Saúde Pública e Segurança Alimentar do Parlamento Europeu votou esta semana a favor da exclusão dos combustíveis fósseis, incluindo o gás, o que impede este setor de receber qualquer verba dos fundos de recuperação. Os europeus agora querem ver a totalidade do Parlamento Europeu e do Conselho Europeu que mantenha esse nível de ambição.

Investir em energias renováveis criará o triplo dos empregos do que investir em combustíveis fósseis. As energias renováveis, além disso, podem ser escaladas rapidamente, ao contrário dos oleodutos. Não há qualquer razão para que os combustíveis fósseis façam parte da história futura da Europa ou venham a receber os milhares de milhões de euros dos fundos de recuperação.

Os cidadãos europeus não têm poderosas empresas de lobby que representem as suas preocupações, mas sabem o que se está a passar. As indústrias do gás e do petróleo querem abarbatar a maior fatia dos milhares de milhões de euros que deveriam, em vez disso, ser canalizados para as energias renováveis. Engie, GRTgaz, Teréga, Naturgy, Italgas, ExxonMobil, PGNiG: estas empresas de gás têm estado a pressionar os líderes do Conselho. [2]

Hoje, porém, centenas de milhares de pessoas exigem uma política ousada que maximize o potencial dos fundos de recuperação e ponha de lado um modelo económico desatualizado, que está a destruir o planeta e a criar desigualdades.

Referências:

  1. https://bit.ly/GreenRecovery_EN
  2. http://www.wemove.eu/the-power-of-the-fossil

    https://www.ngva.eu/medias/57-ceos-and-associations-call-for-enhancing-gas-contribution-to-decarbonisation/


Campanha em parceria com:

Mail Aos /as deputados/as ao Parlamento Europeu

Graças a nós, os e as eurodeputadas da comissão do ambiente apoiaram um plano de recuperação que não incluía os combustíveis fósseis.

Está na hora de darmos o próximo passo: os e as eurodeputadas mais influentes — membros da comissão orçamental e da economia — vão votar daqui a alguns dias.

Tendo perdido a primeira votação, o lobby dos combustíveis fósseis fará tudo o que estiver ao seu alcance para influenciar esta votação.

Por isso mesmo, mais do que nunca, temos de apelar aos/as eurodeputados/as para ignorarem os poderosos lobbies e excluírem as empresas de combustíveis fósseis deste plano de recuperação.

Envie um e-mail a seu/sua eurodeputado/a para bloquear os combustíveis fósseis do plano de recuperação!

Basta-lhe preencher o formulário, e nós enviaremos o e-mail em seu nome. Não se esqueça de indicar o seu e-mail em baixo!

O formulário vem pré-preenchido com uma mensagem a servir de exemplo, que poderá enviar, mas o ideal será alterá-la. Os eurodeputados ficarão muito mais interessados caso recebam comentários personalizados, em vez de receberem inúmeros e-mails exatamente iguais.

Para:

Está a enviar este e-mail como Não é o seu nome? Clique aqui

Os destinatários receberão o seu nome e endereço de e-mail. Ao clicar ''Sim, mantenham-me informado/a'', estará a apoiar esta campanha e a consentir que a Movemos a Europa (WeMove Europe) use a sua informação no seguimento desta campanha. Podemos partilhar o seu nome e apelido e o seu país com o destinatário da campanha. A menos que subscreva a fim de receber updates personalisados, apagaremos os deus dados assim que esta campanha terminar. Nunca partilharemos os deus dados com terceiros sem a sua permissão. Leia a nossa política de privacidade completaaqui.

Envie um tweet Lídia PEREIRA, Margarida MARQUES, José Manuel FERNANDES, Pedro MARQUES e José GUSMÃO

Graças a nós, os e as eurodeputadas da comissão do ambiente apoiaram um plano de recuperação que não incluía os combustíveis fósseis.

Está na hora de darmos o próximo passo: os e as eurodeputadas mais influentes — membros da comissão orçamental e da economia — vão votar daqui a alguns dias.

Tendo perdido a primeira votação, o lobby dos combustíveis fósseis fará tudo o que estiver ao seu alcance para influenciar esta votação.

Por isso mesmo, mais do que nunca, temos de apelar aos/as eurodeputados/as para ignorarem os poderosos lobbies e excluírem as empresas de combustíveis fósseis deste plano de recuperação.

Envie um tweet a seu/sua eurodeputado/a para bloquear os combustíveis fósseis do plano de recuperação!

Partilhe no Twitter

Partilhar no Twitter como Não é o seu nome? Clique aqui

Lídia Pereira: desfossilize-nos!


Há uma eurodeputada que, neste momento, detém muito poder. Esta eurodeputada poderá garantir que as verbas do nosso plano de recuperação verde constituam uma oportunidade real para uma nova "normalidade", que privilegie as pessoas e o planeta.

Vamos pespegar o rosto dela por todo lado, na internet e nas ruas de Lisboa, pois é uma cidade muito importante para ela. O facto de ela saber que é conhecida por toda a Europa e que corre o risco de ser conotada com as empresas de combustíveis fósseis poderá ser o último impulso de que necessita para fazer frente ao lobby dos combustíveis fósseis. Numa questão de poucos minutos, poderá imprimir, afixar e partilhar o cartaz.


  1. Imprima o cartaz — (ao clicar na imagem) — não há problema se a sua impressora não for a cores, ou se o papel e a impressão não forem de grande qualidade,
  2. Afixe o cartaz (com fita adesiva ou com uma pasta adesiva do seu agrado) num lugar da sua casa que seja visível do exterior — por exemplo, uma janela (com a imagem virada para o exterior) que dê para uma varanda — ou num espaço comunitário,

  3. Tire uma foto ao cartaz com o seu telemóvel.

  4. Publique a foto no Facebook, Instagram, Twitter, etc. e não se esqueça de juntar as seguintes tags (caso contrário, ninguém tomará conhecimento, tirando os seus vizinhos!):
    • Lídia Pereira: @lidiafopereira (Twitter) e @lidiafopereira (Facebook).
    • Em qualquer dos casos: @wemoveeu
    • E, se possível, escreva também #Greenrecovery

  5. Junte ao cartaz uma frase à sua escolha que refira o nome da sua cidade ou localidade.

    Caso hoje não se sinta inspirado, poderá escolher uma das seguintes:

  • @lidiafopereira, dependência de combustíveis fósseis = crise planetária, de [localidade].
  • @lidiafopereira, vote por um futuro limpo! Desde [localidade].
  • @lidiafopereira, poderá evitar uma catástrofe, desde [localidade].
  • @lidiafopereira, ajude a acabar com a era dos combustíveis fósseis, desde [localidade].
  • @lidiafopereira, sigua as orientações da Comissão do Ambiente, desde [localidade].

Compartilhe esta petição com os seus amigos

Agradecemos o seu apoio ao nosso combate em prol de um plano de retoma que dê prioridade às pessoas e torne as nossas economias mais ecológicas!

Conhece outras pessoas que possam estar interessadas nesta campanha? Partilhe a petição com elas ou envie-lhes um e-mail a pedir-lhes que a assinem.

Está a assinar em nome de Não é o seu nome? Clique aqui

Pode contribuir?

Obrigada por apelarem aos/as eurodeputados/as para que excluam os combustíveis fósseis no plano de retoma da economia europeia.

Uma vitória nesta campanha fará com que a UE relance a sua economia aplicando o maior plano de investimento verde que o mundo já conheceu.

No entanto, para ter impacto, a nossa campanha e as nossas ações precisam de financiamento. Podemos contar com o seu contributo, nem que seja de apenas alguns euros por mês, para ajudar a nossa comunidade a obter um plano de recuperação verde e justo para a Europa?

Outras formas de fazer um donativo


Pode fazer uma transferência bancária para a conta:
(Indique o seu e-mail como referência de pagamento)

WeMove Europe SCE mbH
IBAN: DE98 4306 0967 1177 7069 00
BIC: GENODEM1GLS, GLS Bank
Berlim, Alemanha

Faça um donativo periódico

Faça um donativo único
A Movemos a Europa procura a maior transparência na sua gestão. Caso deseje saber de que forma despendemos as verbas que angariamos, confira a nossa Política de Donativos.

Os seus dados pessoais serão tratados de forma confidencial e mantidos em segurança. A partilha destes dados pressupõe que concorda que a Movemos a Europa o mantenha informado sobre campanhas e que aceita a utilização de cookies nos termos da nossa Política de Privacidade .